Topo

Exame


# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z Todos

  • LACTATO

    Preparatório:

    JEJUM NÃO NECESSÁRIO

    LOCAL DE COLETA: HOSPITAL UNIMED BINGEN


    Interpretação:

    Eleva-se nas seguintes situações:
    coleta difícil ou com garroteamento excessivo;
    falência circulatória;
    glicogenoses;
    defeitos da função da mitocôndria;
    acidemias orgânicas.
    É formado principalmente após a quebra de glicose, em condições anaeróbicas, e possui dois isômeros: o L-lactato, de produção endógena, e o D-lactato, sintetizado por bactérias intestinais. Somente o L-lactato é dosado neste exame.
    O ácido láctico, medido antes e depois do exercício, permite avaliar a capacidade respiratória muscular. Em situações de acidose de causa indeterminada, nas quais os níveis de ácido láctico (L-lactato) sejam normais e exista alguma doença que favoreça a proliferação bacteriana intestinal, recomenda-se a dosagem de ácido D-láctico no plasma.




  • LACTATO DESIDROGENASE - LDH

    Preparatório:

    Jejum não obrigatório. 

     


    Interpretação:

    Valores aumentados: proliferação de células neoplásicas, infarto do miocárdio, anemias hemolíticas, anemias megaloblásticas, infarto pulmonar, choque e hipóxia intensos, doenças hepáticas (hepatite, alcoolismo). Interferentes: hemólise +, lipemia -.

     

  • LAMOTRIGINA

    Preparatório:

    Jejum mínimo de 8 horas.


    Interpretação:

    Uso: Controle de tratamento das epilepsias refratárias. O mecanismo de ação desta droga epiléptica é a liberação de neurotransmissores excitatórios, como o glutamato. A lamotrigina possui meia-vida de 30 horas. O resultado do nível sérico de lamotrigina encontrado em um paciente deve ser avaliado em conjunto com os dados clínicos.

     

  • LIPASE

    Preparatório:

    Jejum obrigatório.


    Interpretação:

    Diagnóstico de pancreatites. A lipase tem sensibilidade e especificidade maior que a amilase para o diagnóstico de pancreatites (em parotidites não está aumentada). No líquido ascítico, a lipase pode apresentar níveis elevados em pancreatites em atividade. Valores aumentados: pancreatites (permanece elevada mais tempo que a amilase em fase aguda de pancreatite), cistos ou pseudocistos pancreáticos, peritonites.

  • LÍPIDES TOTAIS

    Preparatório:

    Jejum obrigatório.

     


    Interpretação:

    Os lípides totais provem da absorção intestinal das gorduras e da 
    síntese hepática e encontram-se no plasma sob a forma de complexos 
    lipídicos e lipoprotéicos. Elevações são encontradas nas 
    hipertrigliricidemias, hipercolesterolemias e hiperfosfolipidemias. 
    Níveis baixos são encontrados na má absorção intestinal, 
    abetalipoproteinemia e doença de Tangier. 

  • LIPOPROTEÍNA - Lp(a)

    Preparatório:

    Jejum obrigatório de 12 horas.


    Interpretação:

    Diagnóstico precoce de doença coronariana e estenose da artéria cerebral. A Lp(a) contribui com menos de 15% do colesterol total. Muitos indivíduos com níveis de colesterol aceitáveis (normais) podem ter altos níveis de LP(a). Valores aumentados: arteriosclerose coronariana precoce e infarto. Interferentes: biofosfonatos +, ciclosporina A +, diuréticos +, levotiroxina +, simvastatina +, captopril -, estrógenos conjugados -, estrógenos -, niacina -, levotiroxina -.

  • LÍQUOR - Rotina

    Preparatório:

    Jejum não obrigatório. 


    Interpretação:

    - Caracteres físicos (cor / aspecto): 
    Perde sua limpidez nos processos que aumentam as proteínas no 
    líquor, nos sangramentos e na hiperbilirrubinemia. 
    - Citometria e Citologia: 
    Aumento da contagem de células é encontrado nas hemorragias, 
    infecções e inflamações do sistema nervoso central. Predomínio de polimorfonucleares 
    ocorre nas meningites infecciosas. Predomínio de linfócitos ocorre na 
    meningite por treponema e fungos, neurotoxoplasmose, 
    neurocisticercose, neoplasias, sarcoidose e esclerose multipla. 
    - Cloretos: 
    Se encontram diminuídos na meningite tuberculosa. 
    - Proteínas: 
    Níveis elevados ocorrem na hemorragia subaracnóidea, meningites, 
    uremia e Síndrome de Cushing. Valores baixos ocorrem no pseudotumor 
    cerebral, hipertireoidismo e punções lombares repetidas. A presença de 
    sangue no líquor acarreta no aumento da proteinorraquia (1 mg/dL para 
    cada 1000 hemácias). 
    - VDRL: 
    Resultados positivos no líquor são encontrados em 50% a 60% dos casos 
    de neurosífilis, com especificidade em torno de 99%. Após tratamento, 
    títulos caem entre 3 e 6 meses, podendo demorar anos para se 
    negativarem. Linfocitose e aumento das proteínas são evidências de 
    neurosífilis ativa. 

  • LISTERIOSE - Sorologia

    Preparatório:

    Jejum não obrigatório.


    Interpretação:

    Diagnóstico de meningites e septicemias; triagem de causas de abortamento. A Listeria monocytogenes é um bacilo gram-positivo não esporulado, anaeróbio facultativo, que pode ser corado pelo Gram. No LCR, é encontrada a nível intra ou extracelular, podendo ser confundida com pneumococo, estreptococo e, se excessivamente descorada, com hemófilos. Para triagem de causas de abortamento, recomenda-se a cultura do material vaginal coletado após o aborto. Quando o resultado sorológico para Listeria monocytogenes é positivo, recomenda-se repetir o teste com uma nova coleta (1 ou 2 semanas após), para avaliar o aumento dos títulos.

  • LITIO SÉRICO

    Preparatório:

    Jejum obrigatório.


    Interpretação:

    Monitoramento dos níveis de lítio em pacientes medicados com carbonato de lítio (monitorização terapêutica do lítio).O Lítio na forma de carbonato de lítio é usado como agente psicoativo no tratamento de doenças depressivas. A terapia de lítio demanda uma monitorização diária dos seus níveis até que a dosagem seja apropriada. Baixos níveis de lítio no soro (quando em tratamento) estão associados a retenção do lítio e altas dosagens com a eliminação. A toxicidade do lítio ocorre quando os níveis sanguíneos se tornam superiores a 1,5mEq/L, podendo ser grave com níveis superiores a 2,0 mEq/L. Os sintomas de intoxicação por lítio incluem náuseas, vômitos, diarréia, sonolência, fraqueza, ataxia, visão borrada, poliuria, confusão estupor, convulsões e coma.

Em caso de dúvidas


Desejando mais informações entre em contato com nosso atendimento:

CENTRAL DE ATENDIMENTO

Telefone / Fax:
(24) 2221 2370
R. Rodolfo Figueira de
Mello, 17
CEP 25720-340
Corrêas - Petrópolis/RJ

Horário: 2ª a 6ª feiras,
das 06:30h às 17:00h
Sábado de 07:00h às 12:00h

Assessoria Cientifica
(24) 98865-0754
2ª a 6ª das 06:30h às 17:00h
Sábado das 07:00h às 12:00h

© 2015. Todos os Direitos Reservados - Laboratório de Corrêas - (24) 2221 2370 - laboratorio@laboratoriodecorreas.com.br - CRÉDITOS
Assessoria Cientifica: (24) 98865-0754 - Segunda a Sexta das 06:30h às 17:00h - Sábado das 07:00h às 12:00h